Skip to Secondary Navigation Skip to Main Content

Current Domain

BrasilChange

Languages

Como calcular juros de empréstimos?

Uma das maiores preocupações ao se parcelar um produto no crédito ou fazer um empréstimo bancário, são os juros que podem ser altos e acabar complicando na hora de pagar a dívida.

De qualquer modo, existem os juros simples e os juros compostos.

O mais comum dos juros, é o simples. Que pode ser visto diariamente em propagandas na televisão, outdoor, cartazes e anúncios onde, por exemplo, o preço de um computador à vista é R$ 2.000,00 e a prazo em 10 vezes custará R$ 2400,00 ou seja, R$ 240,00 por mês. Neste caso, os juros aplicados são de 20%. Este tipo de juros é mais fácil de calcular e geralmente, mais fácil de pagar.

Já os juros compostos,  é mais complicado para calcular. Ele é uma porcentagem em cima de outra porcentagem. Ele no caso é aplicado em cima da parcela a ser paga ou do valor total. Aumentando a diferença entre o preço inicial e o preço final a ser pago a cada mês, por exemplo, o empréstimo de R$ 1000,00 em um banco tem 10% de juros composto por mês. Então, a primeira parcela será de 100 reais. A segunda é aplicada além dos 100 reais, 10% sobre o valor já pago. Ou seja, a segunda parcela será de 110 reais.  A terceira parcela é para ser paga os 110 reais da última parcela mais 10% dos 110 reais. Então a terceira parcela será de 121 reais.

Uma fórmula para calcular juros simples:

( Vi ) + ( Vi x Pj ) = Valor Final

Uma fórmula para calcular juros composto:

( Vi ) x ( Pj +1 )^Np = Valor Final

Vi - Valor inicial
Pj - Porcentagem dos juros
Np - Número de Parcelas
^ - Elevado

Portanto, lembre-se:

Antes de comprar qualquer produto parcelado ou de fazer algum empréstimo bancário, verifique se haverá ou não juros a serem pagos. Se houver, verifique as porcentagens e o tipo de juros. Feito isso, faça o cálculo e veja como será o pagamento. Caso ache que não será possível pagar, o recomendado é que não compre ou não faça o empréstimo neste momento. As dívidas são como uma bola de neve. Com o decorrer do tempo, ela pode aumentar até não ser mais possível acompanhar o pagamento.

Autor: Renan Fernandes

4.5
Average: 4.5 (10 votes)
Your rating: Nenhum

© Copyright 2001 - 2014 One Economy Corporation